TECNOLOGIAS SOCIAIS DO NORDESTE NÃO SÃO AGRO – Articulação Semiárido Brasileiro

A campanha Agro é Pop, produzida e veiculada pela TV Globo, grande parceira do setor do agronegócio, anda dizendo que as tecnologias sociais que melhoram a qualidade dos agricultores do Nordeste, é Agro.
Estas tecnologias não têm relação com o agronegócio como a TV Globo induz as pessoas a acreditar.
As cisternas, especificamente, são fruto de um trabalho construído há mais de 20 anos pela sociedade civil organizada e o povo do Semiárido. Um trabalho concretizado pelas famílias agricultoras campesinas, que produzem mais de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros e brasileiras e são responsáveis pela criação de 75% dos postos de trabalho no campo no Semiárido, ocupando apenas 27% da área, segundo dados do Censo Agropecuário de 2017 (IBGE).

Até quando o CAPITAL vai continuar se apropriando do que ele NÃO cuida e constrói?
Até quando o DISCURSO do AGRONEGÓCIO vai continuar associando a sua imagem ao que é belo e fruto do trabalho de agricultores e agricultoras familiares?
Até quando o AGRONEGÓCIO vai fingir ter uma alma limpa quando sob si pesa a responsabilidade pela destruição da vegetação, de animais, de fontes de água doce e pelos males às pessoas causados pelos agrotóxicos?

A Agro é Pop é uma campanha venenosa para o Brasil assinada pela TV Globo, uma emissora que se utiliza de uma concessão pública de radiodifusão para veicular assuntos de interesses privados, quando deveriam ser de interesse público.

https://www.instagram.com/p/B5n5bFvnp4j/?igshid=1qjbs9bzuum7j